sexta-feira, 4 de março de 2016

Poesia na Panela

A Panela e sua estética
Não rimaria estática

Negra
-lua novinha

Pesada
-moqueca levinha

Sem dendê
-com pavê

a sobremesa
-seria de que?

A Panela que remete,
à reunião da família

Domingo é festa,
do Mel é a Ilha

Eu filha tivesse,
uma Penha seria...

Panela, Tigela:
os verde-canela 

Vix Vila Velha
Jurema Curvilínea

Poema sem métrica
eu não romaria

Ensinou Anchieta
o ofício a Maria

A Panela e sua estética,
apoteótica vasilha!