segunda-feira, 4 de abril de 2016

Augusto aqui

Eu vejo o Augusto,
no colibri dançante...

Eu vejo o Ruschi:
a paz de cada semblante...

Eu vejo este Homem,
sagui salvo perante...

Eu vejo o Augusto,
vejo-o, vigilante:

ante do mar a alga,
fotossintetizante